Congonhas será contemplada com mais uma biblioteca pública

Durante o evento do Prêmio de Literatura do Governo de Minas Gerais, cuja ganhadora do conjunto da obra foi a escritora Adélia Prado, Congonhas foi agraciada pelo Edital de Criação de Bibliotecas Públicas Municipais. A Biblioteca Cônego Luiz Vieira da Silva, de Lobo Leite, receberá  1.090 itens, entre livros em impressão comum e em braile, periódicos, CDs, DVDs, e audiolivros. Outras quatro cidades também foram contempladas pelo programa: Córregos Dantas, Formiga, Belo Vale e Jaboticatubas. A cerimônia, que aconteceu na noite dessa quarta-feira, 28, na Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais em Belo Horizonte, contou com a presença do secretário estadual de Cultura, Ângelo Oswaldo, da secretária municipal de Educação, Maria Aparecida Resende, e da Diretora da Biblioteca Djalama Andrade, Cristiane Melo, que receberam a entrega simbólica dos livros.

O secretário estadual de Cultura, Ângelo Oswaldo, destacou que Lobo Leite foi um Arraial do século XVIII e que, na época, era chamado de Soledade. Lá nasceu o Cônego Luís Vieira da Silva, inconfidente responsável pela mais importante biblioteca de Minas Gerais daquela época, que tinha em seu acervo as principais ideias do Enciclopedismo, Iluminismo, Revolução Francesa e Inconfidência Mineira.

A secretária municipal de Educação, Maria Aparecida Resende, disse que receber essa biblioteca engrandece o trabalho realizado no Município em prol da leitura. O acervo dará continuidade aos projetos já desenvolvidos em Congonhas e fará parte da rede de bibliotecas municipais. A premiação de Congonhas no edital de Criação de Biblioteca Pública Municipal foi um reconhecimento do trabalho desenvolvido no Município.

Aparecida enfatizou, ainda, a importância do espaço escolhido para abrigar a biblioteca, onde funcionava a Estação Ferroviária. “Antes, as pessoas saíam e chegavam para realizar sonhos. Não diferentemente, o novo espaço levará os leitores a grandes viagens, melhorando a escrita e a oralidade, entre tantas outras realizações que a leitura proporciona. O encantamento e a história estarão presentes na biblioteca, onde o sorriso e o conhecimento caminharão juntos”, destacou.

A Diretora do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas Municipais, Cleide Fernandes, destacou a leitura como necessidade básica. Segundo ela, o acesso aos bens de leitura é um direito de todos os cidadãos e a biblioteca pública é o espaço privilegiado de acesso à leitura, literatura e informação. Por isso, investir na criação desses espaços é garantir esse direito aos mineiros, principalmente aos moradores de distritos e localidades carentes de equipamentos culturais.

Biblioteca Cônego Luiz Vieira da Silva

Educação

A inscrição no edital de Criação de Bibliotecas Públicas Municipais foi realizada após estudos das condições do prédio onde será a Biblioteca Cônego Luiz Vieira da Silva. A Prefeitura Municipal de Congonhas fará a pintura e os pequenos reparos, em consonância com as normas patrimoniais, já que o prédio é tombado pelo Patrimônio, para adequação dos materiais da biblioteca e atendimento ao público.

A inauguração está prevista para o início de agosto. Todos os projetos já desenvolvidos na Estação Ferroviária de Lobo Leite, como Pata da Loba e Laboratório de Multimídia, permanecerão no local, agora, com um ambiente a mais, a Biblioteca Cônego Luis Viera da Silva.

Congonhas conta com uma Biblioteca Pública Municipal, duas Bibliotecas Comunitárias (uma no bairro Dom Oscar e outra no bairro Vila Cardoso), 32 bibliotecas escolares e uma Biblioteca de Referência do Museu de Congonhas. A rede possibilita aos cidadãos o acesso não só à leitura, mas também à pesquisa de referências e obras raras.

A Secretaria Municipal de Educação e todas as bibliotecas, periodicamente realizam eventos literários para aproximação do leitor e ocupação cultural desses espaços públicos. Exemplo disso é a Festa Literária de Congonhas, evento já inserido no catálogo estadual de festivais literários, e a Semana do Livro e da Leitura, realizada nas bibliotecas comunitárias.